Português   English   Español

Empresas da China violam direitos na América Latina

A realização de projetos de investimentos chineses na América Latina muitas vezes é acompanhada por violações dos direitos trabalhistas, ambientais e contra comunidades indígenas.

As informações foram publicadas em um relatório de organizações civis divulgado nesta quinta-feira (11).

O documento examina as práticas de consórcios e bancos da China em 18 projetos na Argentina, Bolívia, Brasil, Equador e Peru.

“Os resultados demonstram um padrão de comportamento recorrente marcado pela violação dos direitos econômicos, sociais e culturais reconhecidos internacionalmente”, afirma o relatório apresentado em Genebra pela Federação Internacional dos Direitos Humanos (FIDH), que denunciou a “impunidade”.

A FIDH é um organismo com sede em Paris que representa 184 organizações de defesa dos direitos humanos de 112 países.

“As violações dos direitos humanos em que incorrem as empresas chinesas não constituem atos isolados”, destaca o documento, assinado por 21 associações latino-americanas, a maioria indígenas e ambientalistas.

O texto recorda que o Estado chinês deve cumprir com suas obrigações de promover e proteger os direitos humanos “sobre as atividades extraterritoriais que desenvolvem suas empresas e subsidiárias” ao realizar seus projetos na América Latina.

 

Adaptado da fonte AFP

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter