Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Empresas de NY ignoram saques com medo do rótulo de racista

REDAÇÃO RENOVA Mídia

REDAÇÃO RENOVA Mídia

Seguranças ignoram saques em Nova York com medo do rótulo de racista
COMPARTILHE

As empresas não querem ver suas marcas estampadas em um vídeo com acusações de racismo.

Nos últimos meses, em meio aos distúrbios raciais nos Estados Unidos promovidos por movimentos alinhados à extrema esquerda, grupos de saqueadores estão espalhando terror pelo SoHo, um bairro de Manhattan, na cidade de Nova York.

O bairro é um dos principais destinos de compras dos turistas com um maior poder aquisitivo, com várias butiques de grifes, cadeias de lojas luxuosas e galerias de arte sofisticadas.

Agora, estes estabelecimentos requintados estão sofrendo com centenas de milhares de dólares em mercadorias roubadas e incontáveis danos materiais.

“Se eles [os seguranças das lojas] tentam parar os saqueadores, o caso geralmente se transforma em uma acusação racial”, disse uma fonte ao jornal New York Post.

“As empresas dizem ao funcionários para irem embora. Elas não querem ver suas marcas estampadas em um vídeo no Instagram com acusações de racismo”, acrescenta a fonte.

Os saqueadores roubam o máximo de mercadorias que conseguem, confiantes de que não enfrentarão resistência ou consequências, ainda de acordo com a fonte do jornal norte-americano.

“A Polícia de Nova York trabalha para prevenir roubos de todos os tipos, incluindo roubos comerciais e grandes furtos, trabalhando com as empresas da cidade para promover proteções físicas e outras melhores práticas comerciais”, disse o porta-voz do NYPD, Al Baker, ao NY Post.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram