Português   English   Español
Português   English   Español

Empresas do Japão querem investir no Brasil

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Empresas do Japão querem investir no Brasil

“Interesse do Japão sobre o Brasil está se recuperando”, diz embaixador do gigante asiático.

Com o fim da obrigatoriedade do visto para imigrantes do Japão, empresários do gigante asiático estão pensando em vir ao Brasil para investir em projetos.

Esses investimentos, no entanto, estão diretamente ligados à reforma da Previdência. A informação foi confirmada pelo embaixador do Japão no Brasil, Akira Yamada.

Em entrevista à agência EBC, Yamada afirmou:

“O governo Bolsonaro está apenas começando. Espero que o novo governo tenha uma política de liberação da economia e política de livre comércio. Se a política se estabilizar e a economia caminhar bem não só as empresas japonesas, mas muitas companhias do mundo terão muito interesse em investir no Brasil.”

O embaixador afirmou ainda que há cerca de 700 empresas japonesas atuando no Brasil. Este número, no entanto, não cresce há cinco anos.

Apesar do cenário de estagnação, o diplomata está otimista com os possíveis avanços que virão.

O embaixador japonês concluiu:

“Compartilhamos valores fundamentais básicos como democracia, direitos humanos e justiça. Queremos desenvolver ainda mais essa parceria não só no contexto bilateral mas nos fóruns internacionais.”

Compartilhe...

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Veja também_

TELEGRAM

Acompanhe todas as notícias através do nosso canal no Telegram.

Newsletter

Inscreva seu email na RENOVA para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Nome:

Email:

Fique tranquilo(a), assim como você também odiamos spam, você poderá sair quando quiser :)

Comentários_

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Nunca mais seja massa de manobra. Assine!