Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Entra em vigor na Holanda a proibição do uso da burca

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Entra em vigor na Holanda a proibição do uso da burca

O uso da peça do vestuário islâmico só é permitido em caso de necessidade de proteção ao corpo por questões de saúde, trabalho, segurança ou esporte.

A proibição do uso de todos os tipos de peças de roupa que escondam o rosto — como capuzes e o véu integral islâmico — em espaços públicos da Holanda entra em vigor nesta quinta-feira, dia 1º de agosto, em meio à revolta dos que serão afetados pela lei.

Ratificada no ano passado pelo Senado, a norma limita o uso destas peças apenas em áreas públicas como escolas, hospitais, transporte público e edifícios governamentais. O descumprimento da lei pode render uma multa de 150 euros, informa a agência EFE.

A proibição foi posta na agenda há 13 anos pelo político direitista Geert Wilders, que exigiu uma proibição total da burca porque, segundo ele, impede a integração das mulheres na vida social e laboral do país.

A Holanda segue assim os passos de Dinamarca, França e Bélgica, onde a proibição se estende inclusive às ruas, depois que o Tribunal Europeu de Direitos Humanos opinou em 2014 que uma lei assim não viola as liberdades religiosas.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email