Epidemia de malária na Venezuela preocupa vizinhos

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A Venezuela do ditador Nicolás Maduro se tornou uma grande exportadora de doenças, especialmente a malária.

Segundo informações do ex-ministro da Saúde, José Félix Oletta, os casos detectados de malária no país subiram 2.000%, embora também haja uma elevação no número de casos de HIV e tuberculose.

O médico revelou que houve mais de 5.600 casos de malária exportados recentemente para países vizinhos e o Ministério da Saúde do Chile afirmou ter recebido mais de 1.000 casos de HIV de venezuelanos em 2018.

Por sua vez, a epidemia de malária na Venezuela está crescendo exponencialmente. Em relação ao ano 2000, o aumento da malária é de 1.965%.

“Um número muito difícil de entender, estamos passando de cerca de 23 mil casos para cerca de 630 mil”, disse o Dr. Oletta, que é membro da Rede Defendamos a Epidemiologia, em entrevista realizada pelo programa “Por Donde Vamos” na Union Radio.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.