Equador abandona Unasul e pede devolução de prédio da sede

Idiomas:

Português   English   Español
Equador abandona Unasul e pede devolução de prédio da sede
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Criada em 2008, a progressista União das Nações Sul-Americanas (Unasul) está nos seus últimos dias. O bloco inicialmente integrado por 12 nações está reduzido a 5.

O presidente do Equador, Lenín Moreno, decidiu retirar o país da União das Nações Sul-Americanas (Unasul) e pedir a devolução do prédio que abriga a secretaria-geral do organismo.

O imóvel de valor estimado em US$ 43 milhões está localizado nos arredores da capital Quito e será à Universidade Indígena do Equador.

O anúncio foi feito em rede nacional de rádio e TV nesta quarta-feira (13). “Hoje quero comunicar ao Equador nossa saída definitiva da Unasul”, disse Moreno.

Brasil, Argentina, Colômbia, Chile, Peru e Paraguai suspenderam em 2018 suas atividades na União das Nações Sul-Americanas (Unasul) diante da ausência de um secretário-geral.

Segundo a revista VEJA, o presidente Moreno afirmou:

“Deixaremos de participar de todas as atividades desta organização. Não consignaremos um centavo a mais, nem qualquer verba para o orçamento desta organização.”

E acrescentou:

“A Unasul entrou em um caminho sem volta há um ano. A metade dos membros não participa e nem contribui. A secretaria-geral não tem titular há mais de dois anos e o pessoal foi reduzido sensivelmente.”

Curta, siga e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
SIGA A RENOVA NO TWITTER

Deixe seu comentário...

Veja também...