Equador decreta toque de recolher em áreas estratégicas

Equador decreta toque de recolher em áreas estratégicas
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Presidente autorizou o uso das forças armadas do Equador para conter as manifestações até 3 de novembro.

O presidente do Equador, Lenín Moreno, estabeleceu, nesta terça-feira (8), uma limitação do direito à liberdade de trânsito e mobilidade em zonas estratégicas de todo o país.

Os cidadãos em certas partes do país estarão sob toque de recolher entre as 20 horas e 5 horas, de segunda-feira a domingo.

Moreno tomou a decisão ao mesmo tempo em que oficializou a transferência da sede do governo de Quito para Guayaquil devido aos protestos que se agravaram no início desta semana. 

A decisão veio a calhar. Na noite de ontem, como noticiou a RENOVA, manifestantes invadiram a sede do Parlamento na capital equatoriana.

Segundo o jornal Gazeta do Povo, a restrição se aplicará às imediações de edifícios e instalações estratégicas, como sedes de funções do Estado e outras, que serão definidas pelo Comando Conjunto das Forças Armadas. 

Compartilhe...

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...