Equador muda sede do governo para Guayaquil em meio a protestos

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Executivo e Legislativo do Equador acusam manifestantes de tentarem ocupar à força a sede do Parlamento, em Quito.

Em meio a protestos intensos, o presidente do Equador, Lenín Moreno, transferiu, nesta terça-feira (8), a sede do governo de Quito para Guayaquil

No últimos dias houve um aumento de tensão na região. Milhares de manifestantes indígenas chegaram à capital para participar das manifestações contra Moreno.

Desde o início deste mês, o Equador vive em estado de exceção. A iniciativa de Moreno foi uma resposta à greve do Sindicato dos Transportes.

Os sindicalistas rejeitam o aumento no preço dos combustíveis e o pacote de medidas econômicas que o governo implementou no âmbito do acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI).

A Assembleia Nacional do Equador também criticou na segunda-feira os protestos na capital, acusando os manifestantes de tentarem ocupar à força a sede do Legislativo, informa o site Poder360.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.