- PUBLICIDADE -

Equador organiza reunião de chanceleres sobre migração venezuelana

- PUBLICIDADE -

O Equador organiza uma reunião com ministros das Relações Exteriores de 13 países das Américas do Sul e Central para tratar do elevado fluxo migratório de venezuelanos fugindo da ditadura de Nicolás Maduro.

Os países convidados ao encontro, que será realizado em 17 e 18 de setembro, serão Brasil, Argentina, Bolívia, Colômbia, Costa Rica, Chile, México, Peru, Paraguai, Panamá, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.

O objetivo é “trocar opiniões, ver o que os países estão fazendo em diferentes aspectos” com relação à chegada maciça de venezuelanos, disse o vice-ministro de Mobilidade Humana, Santiago Chávez, segundo um comunicado da chancelaria equatoriana.

Desde o fim de semana passado, o Equador exige a apresentação de passaporte aos refugiados da Venezuela que quiserem entrar em seu território. A medida exclui menores, cujos pais tenham o documento.

Seguindo os passos de Quito, o Peru também vai exigir a partir do sábado passaporte, que é difícil de conseguir na Venezuela, devido à profunda crise que levou ao desabastecimento de comida, remédios e até papel.

Antes da medida, os venezuelanos só precisavam apresentar sua cédula de identidade para transitar nos países andinos.

Adaptado da fonte Isto É
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -