Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Erdogan continua mandando qualquer tipo de oposição à prisão perpétua

Tarciso Morais

Tarciso Morais

COMPARTILHE

Tribunais na Turquia condenaram 106 pessoas à prisão perpétua, incluindo oficiais militares de alta patente sob acusação de participação na tentativa de golpe de 2016.

Cerca de 104 dos 280 réus receberam penas de prisão perpétua em Izmir e 2 em Gaziantep, segundo o jornal Daily Sabah. Todos os réus foram expulsos do Exército logo após a tentativa de golpe, acrescentou o jornal.

Em 15 de julho de 2016, uma suposta tentativa de golpe militar na Turquia deixou mais de 240 pessoas mortas.

O regime islâmico de Recep Tayyip Erdogan acusou o clérigo islâmico Fethullah Gulen, que mora nos Estados Unidos desde 1999, além de seus seguidores de orquestrarem a tentativa de golpe. Gulen sempre refutou as alegações.

Após este evento, Erdogan iniciou um expurgo que já culimou na prisão de milhares de funcionários públicos, militares, educadores, ativistas e jornalistas por suspeita de ligação com Gulen.

 

Com informações de: [Sputnik]
- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram