Erdogan: o sultão do século 21

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Novo sistema político entra em vigor e faz de Erdogan o líder mais poderoso da história da Turquia moderna, em rota direta de confronto com União Europeia e Estados Unidos.

O líder do regime islâmico turco, Recep Tayyip Erdogan, faz nesta segunda-feira (09) o seu juramento de posse no Parlamento. Com isso, a Turquia passará oficialmente do sistema parlamentar ao sistema presidencialista, com o poder concentrado nas mãos do chefe de Estado.

Apenas 13 anos se passaram desde que o Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP), do qual Erdogan é fundador e presidente, começou, com o apoio da população, as negociações de adesão da Turquia à União Eur0peia.

Naquele momento, parecia que democracia, liberdade de expressão e paz social estavam em ascensão. Mas agora a Turquia equipa seu presidente, que ao longo dos anos vem se tornando cada vez mais islamista, nacionalista e autoritário, com uma abundância de poderes sem precedentes.

Ele obtém, através da extinção da função de controle do Parlamento, o poder exclusivo sobre o Executivo. E, através de sua autoridade para determinar os membros mais importantes do próprio Judiciário, ele também vai controlar o aparato jurídico.

 

Com informações de DW

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações