Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Escassez de comida em Cuba gera longas filas, desespero e confusão

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Escassez de comida em Cuba gera longas filas, desespero e confusão
COMPARTILHE

“A gente quase se mata para comprar uma língua de porco”, disse um cidadão cubano.

Ao longo da história, Cuba enfrentou uma série de crises econômicas. No entanto, desde o fim de 2018, a população da ilha enfrenta uma escassez generalizada de alimentos e produtos de higiene básica, que se agravou nos últimos meses.

As autoridades do regime comunista atribuem o desabastecimento ao embargo e medidas dos Estados Unidos contra a ilha, especialmente às novas sanções do presidente americano, Donald Trump.

Como reação ao momento delicado vivido no país, segundo a BBC, Cuba anunciou um plano de racionamento “temporário” para “conseguir maior equidade na distribuição de alguns produtos” e “evitar a acumulação compulsiva”.

Desde então, comprar salsicha, frango, arroz, ervilha, feijão, ovo ou óleo se tornou um desafio diário para muitos cubanos, além de motivo de discussão e pancadaria.

Fotografias de frigoríficos vazios, de filas imensas vigiadas por agentes de segurança e até mesmo vídeos de confrontos entre cubanos para comprar alimentados, começaram a circular na internet.

Mas, apesar de as imagens do desabastecimento na capital Havana terem uma maior visibilidade, a situação em algumas províncias do interior da ilha parece estar pior.

“Outro dia eu estava na fila porque conseguiram cabeça, pata e língua de porco, e dois homens começaram a se agredir. A polícia teve que intervir. É incrível que depois de 60 anos da revolução, as pessoas quase se matem para comprar uma língua de porco”, disse Pinar del Rio Teresa García, de 86 anos, à emissora BBC.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.