Escassez de hidroxicloroquina já é uma realidade na Itália

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Concentrou-se o uso do remédio nos hospitais e está difícil encontrá-lo nas farmácias”, diz médico italiano.

A hidroxicloroquina está em falta em diversas farmácias da Itália desde que começou a ser utilizada de maneira experimental para combater os sintomas provocados pelo novo coronavírus.

O médico Alessandro Capucci, da Universidade Politécnica de Marcas, informou:

“Concentrou-se o uso do remédio nos hospitais e está difícil encontrá-lo nas farmácias. O problema já foi sentido em Bolonha, Piacenza e Ancona, mas provavelmente é muito mais amplo.”

A substância, aliada ao antibiótico azitromicina, está tendo bons resultados contra as inflamações causadas pela Covid-19, doença causada pelo coronavírus. 

A combinação de remédios começou a ser usada na França, mais especificamente no hospital de Marselha, e, desde então, está sendo estudada em vários países do mundo, inclusive no Brasil.

Atualmente, na Itália, o uso da hidroxicloroquina contra a Covid- 19 está previsto em um documento da Sociedade Italiana de Doenças Infecciosas e Tropicais (Simit), destaca a agência ANSA.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.