Português   English   Español

Escola dos EUA quer bater nos alunos com palmatória de madeira

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Instituição de ensino americana anunciou que adotará castigos físicos para alunos com problemas de disciplina.


Uma escola na Geórgia, Estados Unidos, anunciou que adotará castigos físicos para alunos com problemas de disciplina.

A Georgia School for Innovation and the Classics (GSIC), localizada no município de Hephzibah, enviou uma carta aos pais pedindo permissão para bater nos alunos com uma palmatória de madeira.

De acordo com a superintendente da instituição, Jody Boulineau, a punição física às crianças é opcional: os pais podem conceder ou negar consentimento para a escola usar palmatórias de madeira em seus filhos. Se negarem, eles devem concordar com uma punição alternativa de cinco dias de suspensão.

“Nesta escola, levamos disciplina muito a sério”, disse Boulineau ao jornal local WRDW. “É apenas mais uma ferramenta que temos no nosso repertório de disciplina e que podemos usar”, completou.

“O estudante será levado para um escritório a portas fechadas. O aluno colocará as mãos nos joelhos ou na mobília e será atingido nas nádegas com uma palmatória”, diz o formulário entregue aos pais.

Segundo o documento, o castigo deverá ser aplicado na presença de uma testemunha maior de idade. Podem ser aplicados até três golpes usando uma palmatória de 60 centímetros de comprimento, 15 centímetros de largura e 2 centímetros de espessura.

Ainda de acordo com a superintendente, cerca de um terço dos pais responderam ao pedido autorizando o castigo físico.

 

Adaptado da fonte Gazeta do Povo

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...