Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Escola Sem Partido critica iniciativa do ministro Ricardo Vélez

Escola Sem Partido critica iniciativa do ministro Ricardo Vélez
COMPARTILHE

O Movimento Escola Sem Partido comentou a estratégia do ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, para estimular o patriotismo nas escolas brasileiras.

Em publicação na redes social Twitter, o movimento disse que não há problema em cantar o hino e filmar as crianças, mas criticou o uso do slogan da campanha de Jair Bolsonaro na carta enviada pelo ministro Ricardo Vélez:

“Em princípio, nada de mais na recomendação de cantar o hino e filmar os alunos. Mas a carta c/ o convite p/ “saudar o Brasil dos novos tempos” e o slogan da campanha eleitoral lembra o canteiro de sálvias em forma de estrela no jardim do Alvorada em 2002.”

Em mensagem oficial distribuída a redes de ensino, o Ministério da Educação recomenda que diretores de escolas leiam para alunos e funcionários uma “carta” de volta às aulas que termina com o slogan “Brasil acima de tudo. Deus acima de todos”.

O MEC afirmou que “a atividade faz parte da política de incentivo à valorização dos símbolos nacionais” e destacou que nenhuma escola é obrigada a seguir as recomendações da pasta, como noticiou a RENOVA.

Em uma nova mensagem nas redes sociais, Escola Sem Partido deu mais detalhes sobre o posicionamento do movimento:

“Que fique claro: o problema não é o hino nem, ao nosso ver, a filmagem dos alunos (todos os dias crianças são filmadas em escolas, e nunca ninguém reclamou).

O problema é a recomendação para a leitura dessa carta. Isso, sim, é o fim da picada.”

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE