Escolas islâmicas na Inglaterra ensinando sexismo, misoginia e valores anti-ocidentais

Departamento que investiga e avalia a qualidade do ensino nas escolas britânicas encontrou resultados alarmantes sobre escolas islâmicas.

139 instituições de ensino islâmicas passaram por inspeções pelo departamento desde 2015. 57% receberam classificação abaixo do nível considerado “bom”.

Em uma escola, por exemplo, inspetores encontraram um livro intitulado “Mulheres que Merecem ir para o Inferno” onde as crianças aprendem que “ingratitude com o marido”“ambições elevadas” são atitudes que conduzem diretamente ao inferno.

Em outras escolas, foram encontradas várias obras escritas por autores muçulmanos explicando como as mulheres ocidentais são impuras por saírem de casa e frequentarem bares, cinemas, lojas e parques.

É evidente que o sistema educacional britânico enfrenta um grave problema. Este tipo de ensino é uma ferramenta utilizada para formação de novos extremistas.

Infelizmente, os políticos do Reino Unido não têm coragem de se levantar contra a ditadura do politicamente correto e resolver esta situação de forma apropriada.

 

Com informações de: (1)
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *