Esfaqueador de Bolsonaro alugou quarto semanas antes do ataque

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

A casa alugada por Adelio Bispo de Oliveira, o responsável por esfaquear o candidato Jair Bolsonaro (PSL), estava localizada no centro da cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais.

Segundo um dos donos da pensão, Oliveira chegou ao local há duas semanas e pagou adiantado – R$ 400 à vista – por um mês de estadia. Na época, a notícia de que o candidato Jair Bolsonaro visitaria a cidade em setembro já circulava entre os apoiadores do presidenciável.

Logo após o crime, a Polícia Federal foi até o local e recolheu os pertences de Oliveira, inclusive celulares e um notebook.

Esfaqueador de Bolsonaro transferido para prisão em Campo Grande

O réu confesso, que foi transferido neste sábado (8) para um presídio federal em Campo Grande (MS), morava em Montes Claros, a 677 km de Juiz de Fora.

“Ele era na dele, não falava muito sobre a vida. Disse que já foi morador de rua e que precisava trabalhar. Ficou comigo por uns quatro meses e depois pediu para sair”, afirmou o dono de uma lanchonete em Montes Claros onde Oliveira trabalhou.

O pedreiro foi filiado ao PSOL de Uberaba de 2007 a 2014, quando pediu para sair da sigla.

O partido considerava Oliveira um “militante de base” – expressão que, conforme o PSOL, significa que o filiado não participava das decisões tomadas pela legenda no município.

 

Adaptado da fonte Estadão
Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações