Espanha cancela venda de armas à Arábia Saudita por atrocidades no Iêmen

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

A Espanha assinou um contrato com a Arábia Saudita para 400 bombas em 2015.

Entretanto, o atual gabinete socialista liderado pelo primeiro-ministro espanhol Pedro Sanchez está devolvendo os US $ 10 milhões recebidos dos sauditas e cancelando a encomenda das armas restantes.

Entre 2013 e 2017, 8,3% das exportações totais de armas da Espanha foram para a Arábia Saudita, informou o Instituto Internacional de Pesquisa para a Paz de Estocolmo.

No entanto, no mês passado, o Ministério da Defesa espanhol condenou o assassinato de civis no Iêmen, declarando que eles não venderiam armas a beligerantes que estão matando não-combatentes.

 

Adaptado da fonte Sputnik
Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações