- PUBLICIDADE -

Espanha limitará atividades políticas de Leopoldo López

Espanha limitará atividades políticas de Leopoldo López

- PUBLICIDADE -

“A Espanha não vai permitir que sua embaixada se transforme em um centro de ativismo político”, disse o ministro interino das Relações Exteriores.

O chanceler interino da Espanha, Josep Borrell, disse nesta sexta-feira (3) que o governo de Pedro Sánchez limitará as atividades políticas do líder opositor venezuelano Leopoldo López.

Leopoldo e família se encontram refugiados na residência do embaixador espanhol na Venezuela. Nesta quinta-feira (2), a ditadura de Nicolás Maduro ordenou a prisão do opositor. O governo espanhol não tem intenção de entregá-lo.

“A Espanha não vai permitir que sua embaixada se transforme em um centro de ativismo político”, disse Borrell a jornalistas no Líbano, onde faz uma visita oficial.

Borrell lembrou que López teve encontros ontem com a imprensa na embaixada e reiterou que “a partir de agora, isto será regulado”.

O chanceler espanhol especificou que, em função do direito internacional, a figura de “hóspede” na embaixada implica naturalmente uma limitação em sua atividade política.

“Temos confiança de que, nestas condições, a Venezuela vai respeitar naturalmente a imunidade do território da embaixada da Espanha”, acrescentou Borrell, segundo o Estadão.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -