Especialista da ONU: sanções contra Venezuela violam direitos humanos

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Após sua viagem pela Venezuela, o especialista da ONU, Alfred de Zayas afirmou que as tentativas dos Estados Unidos de “sufocar” a economia do país sul-americano são causadas por um “desejo de alterar o regime”.

O especialista também disse que o governo Trump quer “regressar aos anos corruptos de 80 e 90, quando as empresas norte-americanas eram donas de tudo, inclusive do petróleo“.

Alfred de Zayas, especialista independente da ONU viajou à Venezuela em dezembro do ano passado, onde teve a oportunidade de dialogar com vários representantes da sociedade, desde oposicionistas, membros da Federação de Câmaras de Comércio da Venezuela (Fedecâmaras), principal organização de sindicatos empresariais, e organizações não governamentais que se opõem ao governo, até os deputados de Assembleia, cientistas e representantes de igreja.

O especialista esqueceu de mencionar os efeitos drásticos das políticas socialistas da ditadura de Nicolás Maduro e, como todo bom esquerdista, colocou a culpa da crise no “imperialismo norte-americano”:

As consequências das sanções são as crianças morrendo de desnutrição; adultos e idosos, que morrem por não terem acesso aos remédios contra câncer, AIDS, ou diabetes.

Zayas acredita que as sanções devem ser tratadas como crime contra a humanidade, já que os governos que o cometem, devem responder perante a Corte Penal Internacional.

 

Com informações de: [Sputnik]

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.