Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

‘Espero que o PSDB não morra’, diz FHC ao pedir autocrítica

Tarciso Morais

Tarciso Morais

FHC critica Bolsonaro e destaca 'equilíbrio' de Maia
COMPARTILHE

“Acho que todos os partidos têm que sofrer um processo de revisão profunda”, diz FHC.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou, nesta segunda-feira (28), que o PSDB precisa fazer uma autocrítica e parar de “tapar o sol com a peneira”.

Durante participação no programa “Roda Viva”, da TV Cultura, FHC defendeu uma “revisão profunda” do PSDB:

“Acho que todos os partidos têm que sofrer um processo de revisão profunda. O PSDB quando foi fundado, sou um dos fundadores, a maioria de nós pertencia ao MDB, ou PMDB. Por que criamos um partido novo? Porque o MDB perdeu identidade naquele momento, ficou diversificado, tem muitas correntes, em tudo se dividia. Talvez esteja acontecendo algo semelhante no PSDB. Os partidos nascem e morrem também, espero que o PSDB não morra.”

Ainda de acordo com o tucano, a sigla precisa ter bons candidatos para sobreviver. “Mas isso não é suficiente”, enfatizou FHC.

O ex-presidente completou:

“Não dá mais para o PSDB fechar os olhos: ‘Ah, não aconteceu nada’. Acontece, não vou personalizar, algumas [acusações] são injustas, outras são justas, mas não se pode tapar o sol com a peneira.”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram