Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Esposa de Netanyahu admite uso indevido de dinheiro público

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Esposa de Netanyahu admite uso indevido de dinheiro público
COMPARTILHE

Acusada de gastar ilegalmente mais de US$ 100 mil em refeições de luxo, a mulher do primeiro-ministro de Israel faz acordo para encerrar processo e evitar condenação por corrupção.

Um tribunal em Jerusalém condenou, neste domingo (16), Sara Netanyahu, a esposa do premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, a pagar uma multa pelo uso indevido de dinheiro público.

A sentença foi anunciada após ela admitir a culpa e formalizar um acordo com a Procuradoria para evitar uma acusação por corrupção.

Acusada de fraude e abuso de confiança, Sara admitiu ter gasto mais de US$ 100 mil em restaurantes que forneceram refeições de luxo para a residência do primeiro-ministro.

Como a residência oficial conta com um cozinheiro próprio, o uso de recursos públicos para esse tipo de despesa é proibido.

Pelo acordo, Sara se comprometeu a devolver cerca de US$ 12,4 mil e pagar uma multa de US$ 2,7 mil.

Desta forma, a esposa do premiê evitou as acusações de fraude e abuso de confiança, e só será condenada por crimes menores após admitir ter tirado vantagem de uma falha de contabilidade.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.