Português   English   Español

Marido tortura e mata esposa após ela tentar impedir que ele entrasse no Estado Islâmico

O assassino tem 36 anos e reside na cidade de Melbourne, na Austrália. Ele se declarou culpado e a sentença do julgamento deve ser divulgada nos próximos dias.

O corpo da mulher foi encontrado perto de um clube de tênis nas proximidades da residência da família.

A autópsia revelou que a jovem de 27 anos morreu devido a severa perda de sangue. Várias cicatrizes foram encontradas no corpo da vítima, indicando meses de tortura.

Um dos seus olhos havia sido arrancado e seus dedos sistematicamente cortados, o que dificultou a identificação da mulher por várias semanas.

O nome do meliante não foi revelado para proteger os três filhos do casal, mas a polícia revelou que o motivo do crime foi a objeção da esposa contra a viagem do marido para se juntar ao grupo terrorista Estado Islâmico.

 

Com informações de: (1)

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter