Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Esquerda britânica também não gostou de Ernesto Araújo no Itamaraty

Esquerda britânica também não gostou de Ernesto Araújo no Itamaraty
COMPARTILHE

O jornal britânico “The Guardian” publicou reportagem nesta quinta-feira (15) criticando as ideias do diplomata Ernesto Araújo, indicado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro para chefiar o Itamaraty.

O periódico – conhecido por seu viés globalista – criticou declarações de Ernesto Araújo sobre aquecimento global e outros temas.

A matéria do jornalThe Guardian” diz que a indicação do diplomata de carreira como chanceler do futuro governo Jair Bolsonaro deve provocar “calafrios no movimento climático global”.

Depois de dizer que Araújo acredita que o aquecimento global é uma “trama do marxismo cultural”, conforme noticiou o BR18, o jornal observa:

Ernesto Araújo –até recentemente um funcionário de nível médio que escreve sobre a ‘criminalização’ da carne vermelha, petróleo e sexo heterossexual– se tornará o principal diplomata do maior país da América do Sul, representando 200 milhões de pessoas e a maior e mais biodiversa floresta da Terra, a Amazônia.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE