Esquerda derrotada após 36 anos no poder na Andaluzia, na Espanha

Idiomas:

Português   English   Español
Esquerda derrotada após 36 anos no poder na Andaluzia na Espanha
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O Partido Popular (PP, centro-direita) e o Ciudadanos (liberais) chegaram a um acordo para presidir o parlamento regional da Andaluzi.

A coalizão de centro-direita conseguiu chegar o poder desta comunidade autônoma da Espanha após 36 anos ininterruptos de administração pelo Partido Socialista e Operário Espanhol (PSOE).

A deputada do Ciudadanos, Marta Bosquet, foi escolhida nesta quinta-feira (27) como presidente do parlamento regional.

Já o líder do PP na Andaluzia, Juan Manuel Moreno, será previsivelmente o novo chefe do governo autônomo dentro de algumas semanas com um programa político estipulado entre os dois partidos.

“Demos um passo definitivo e determinante para a constituição de um novo governo na Andaluzia e para a almejada mudança política reivindicada por uma maioria de andaluzes”, disse Moreno nesta quarta-feira.

Bosquet foi apoiada pelos 59 deputados dos partidos PP, Ciudadanos e Vox (partido rotulado como extrema-direita), ou seja, a maioria absoluta das 109 cadeiras da câmara legislativa andaluza, constituída hoje após as eleições regionais de 2 de dezembro.

Adaptado da fonte EFE

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as principais notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque