Português   English   Español

Esquerda do Brasil tem pior representação em 16 anos

Esquerda do Brasil tem pior representação em 16 anos

PT, PCdoB, PSOL, PDT e PSB saem do pleito deste ano com 393 candidatos eleitos, 25% a menos do que em 2010, ano em que essas siglas tiveram o melhor desempenho nas urnas.

Os resultados das urnas mostram que a eleição neste ano foi marcada por forte sentimento antipetista dos eleitores.

O Partido dos Trabalhadores (PT) foi a legenda que apresentou maior redução em 2018: elegeu 149 nomes para cargos no Executivo e no Legislativo, 41% menos comparado a 2010, quando fez 255.

Num pleito marcado pelo crescimento de candidaturas de direita, os cinco principais partidos de esquerda no país (PT, PCdoB, PSOL, PDT e PSB) elegeram 25% menos candidatos em relação a 2010, ano que marcou o auge da representatividade dessas siglas nas urnas.

Levantamento feito pelo jornal Estadão mostra que, em 2018, a esquerda levou 393 nomes para governos estaduais, Câmara Federal, Senado e Assembleias Legislativas nos estados.

Em 2010 (último ano do governo Lula), esse número havia batido em 527. Em 2002, foram 453 eleitos; em 2006, foram 424; e em 2014, foram 406. Ou seja, 2018 marca a pior representação da esquerda em 16 anos, desde a histórica campanha que conduziu Lula à Presidência da República, em 2002.

 

Adaptado da fonte Gazeta do Povo

Deixe seu comentário

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter