‘Essa guerra é de todo o povo brasileiro’, dizem caminhoneiros

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Cerca de 200 caminhoneiros e vizinhos, muitos com bandeiras do Brasil ou com o rosto pintado de verde e amarelo, bloquearam nesta segunda-feira (28) a refinaria de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro.

Eles estão decididos a ganhar uma “guerra” que há oito dias paralisa o país.

Parados em frente a um grupo de militares que vigia o local, nada mudou para eles com as concessões anunciadas no domingo (27) pelo presidente Michel Temer para atender às suas reivindicações.

Carlos Alberto Neves, caminhoneiro e ex-militar de 43 anos, declarou:

A proposta do Temer (de baixar o preço do diesel) é temporária e o povo não quer algo temporário, quer algo permanente. O povo já sofre, né? Então sofrer um pouquinho mais vai valer a pena.

Mas a sensação é a de que o combate, para muitos, mudou de terreno, diante de um governo que foi subjugado pelo movimento.

– “Intervenção militar! Esta guerra não é só dos caminhoneiros, é do povo brasileiro!”, gritam alguns manifestantes, pedindo melhorias na saúde, na segurança e na educação, mas também a favor de uma intervenção militar para acabar com um sistema político que consideram corroído pela corrupção e pela incompetência.

 

Com informações do BOL

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.