‘Essa guerra é de todo o povo brasileiro’, dizem caminhoneiros

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Cerca de 200 caminhoneiros e vizinhos, muitos com bandeiras do Brasil ou com o rosto pintado de verde e amarelo, bloquearam nesta segunda-feira (28) a refinaria de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro.

Eles estão decididos a ganhar uma “guerra” que há oito dias paralisa o país.

Parados em frente a um grupo de militares que vigia o local, nada mudou para eles com as concessões anunciadas no domingo (27) pelo presidente Michel Temer para atender às suas reivindicações.

Carlos Alberto Neves, caminhoneiro e ex-militar de 43 anos, declarou:

A proposta do Temer (de baixar o preço do diesel) é temporária e o povo não quer algo temporário, quer algo permanente. O povo já sofre, né? Então sofrer um pouquinho mais vai valer a pena.

Mas a sensação é a de que o combate, para muitos, mudou de terreno, diante de um governo que foi subjugado pelo movimento.

– “Intervenção militar! Esta guerra não é só dos caminhoneiros, é do povo brasileiro!”, gritam alguns manifestantes, pedindo melhorias na saúde, na segurança e na educação, mas também a favor de uma intervenção militar para acabar com um sistema político que consideram corroído pela corrupção e pela incompetência.

 

Com informações do BOL

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações