Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Estações russas que monitoram radioatividade silenciam após explosão

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Estações russas que monitoram radioatividade silenciam após explosão
COMPARTILHE

A explosão, que deixou pelo menos cinco pessoas mortas e causou um aumento do nível de radiação na região, ainda está envolta em mistério.

Após explosão no dia 8 de agosto, em uma unidade militar para testes de mísseis, quatro estações localizadas na Rússia, que monitoram partículas de radioatividade na atmosfera, ficaram silenciosas.

A informação é da Organização do Tratado de Proibição Total de Testes Nucleares (CTBTO, na sigla em inglês), um organismo independente que monitora violações em testes de armas nucleares com mais de 300 estações pelo mundo, segundo o jornal Gazeta do Povo.

Segundo a CTBTO, duas das estações russas de monitoramento de radioisótopos pararam de transmitir dados dois dias após a explosão. No dia 13, outras duas estações russas ficaram silenciosas.

A falha de operação nas estações mais próximas ao local do acidente gerou suspeitas de que a Rússia tenha adulterado os sistemas para esconder evidências de radioatividade.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.