Estratégia do Planalto para blindar governo Bolsonaro no caso Queiroz

Idiomas:

Português   English   Español
Estratégia do Planalto para blindar governo Bolsonaro no caso Queiroz
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Assessores do presidente temem que desgaste em torno de Flávio Bolsonaro atinja Jair Bolsonaro e atrapalhe sua administração.


A revelação de que o senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) recebeu R$ 96 mil em 48 depósitos feitos no prazo de cinco dias levou o Palácio do Planalto a criar uma estratégia para estancar a sede da oposição para atingir o Presidente da República.

O objetivo é evitar que a polêmica em torno do filho do presidente Jair Bolsonaro atrapalhe sua gestão à frente do governo federal.

Integrantes da equipe ministerial foram orientados a evitar manifestações públicas sobre o assunto. O caso deve ser tratado, segundo a recomendação da cúpula do Planalto, como problema particular do senador eleito, informa o jornal “Metrópoles“.

Siga a RENOVA no TWITTER e acompanhe todas as notícias em tempo real.

Nessa direção, o Palácio se movimenta para blindar Jair Bolsonaro de eventuais irregularidades praticadas no gabinete do seu filho Flávio.

Para reforçar a estratégia de proteção do presidente, os conselheiros palacianos sugerem que Flávio conceda entrevistas para dar explicações sobre o caso e ajudar os aliados a defender o governo do escândalo iniciado com a revelação das contas de Queiroz.

Em entrevista concedida no sábado (19), o vice-presidente, Antônio Hamilton Mourão, denunciou o sensacionalismo por trás da forma como o Ministério Público do Rio de Janeiro está conduzindo a investigação, conforme noticiou a RENOVA.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

Veja também...