Português   English   Español

Estrategista americano propõe um Jair Bolsonaro ‘paz e amor’

Arick Wierson, que ajudou a eleger Michael Bloomberg em Nova York, apresentou uma estratégia diferente para a campanha presidencial do PSL.

O estrategista americano defende que Jair Bolsonaro mude o discurso e escreva, do leito do hospital, uma carta à Nação deixando claro que apoia a democracia e que não levará ao Planalto uma agenda racista e homofóbica.

Arick Wierson foi procurado por integrantes do PSL, conforme informações da colunista Sonia Racy, no jornal Estadão.

Segundo fonte da coluna, o contato, feito por alguém da ala do príncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança, teria como objetivo reduzir a rejeição enfrentada por Bolsonaro em uma certa parte do eleitorado.

O marqueteiro propõe ainda personalizar a campanha usando o nome “Jair” – um sujeito amigo, hospitalizado e nem tão durão. A mudança de tom é condição para que Wierson entre na campanha.

 

Adaptado da fonte Estadão

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter