Estudantes asiáticos processam Harvard por favorecer candidatos negros

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Estudantes estão processando a Universidade Harvard pelo sistema de cotas que, segundo eles, discriminam os candidatos asiático-americanos e favorecem candidatos negros.

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos manifestou nesta quinta-feira (30) seu completo apoio ao grupo de estudantes asiáticos em processo judicial contra a renomada universidade.

Os estudantes de origem asiática que foram rejeitados por Harvard afirmam que a universidade vem sistematicamente discriminando o grupo, limitando de forma artificial o número de asiáticos-americanos admitidos, a fim de promover “alunos menos qualificados de outras raças”.

O Departamento de Justiça negou o pedido de Harvard de anular o processo antes mesmo do julgamento, alegando que a universidade não explica adequadamente como os fatores de raça são usados em suas decisões de admissão, deixando em aberto a possibilidade de que a instituição esteja indo além do que a lei permite.

“Harvard fracassou em mostrar que não discrimina ilegalmente os asiático-americanos”, afirmou o Departamento de Justiça em comunicado.

Segundo o governo, as decisões da Suprema Corte exigem que as universidades considerem a raça como um fator importante na escolha das admissões, mas é preciso que elas definam suas metas relacionadas à diversidade.

 

Adaptado da fonte O Antagonista
Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações