Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Estudantes criam protótipo para tratar esgoto antes de chegar ao rio

REDAÇÃO RENOVA Mídia

REDAÇÃO RENOVA Mídia

Estudantes criam protótipo para tratar esgoto antes de chegar ao rio
COMPARTILHE

“A ideia das meninas era utilizar o protótipo em locais que não têm rede de esgoto adequada”, diz professora.

Um trio de alunas do Colégio Santo Américo, em São Paulo, desenvolveu um dispositivo que trata o esgoto doméstico antes que ele chegue ao rio.

O objetivo do projeto é ajudar o Rio Tietê a atingir a meta de, pelo menos, 5% de oxigenação na capital de São Paulo.

O projeto foi desenvolvido pelas estudantes Anally Nunes de Souza, Júlia Rodrigues da Silva e Keiko Moura Hanashiro com orientação da professora de biologia Leila Miguel Stávale

Em entrevista à revista Galileu, Stávale declarou:

“A ideia das meninas era utilizar o protótipo em locais que não têm rede de esgoto adequada. […] O melhor é que também é barato. Os três materiais que usamos para limpar a água são acessíveis.”

A professora explica que o protótipo é dividido em três partes: a primeira é composta por casca de banana, para limpar metais mais pesados; a segunda inclui a bactéria Bacillus subtilis; e a terceira possui um composto biossurfactante para dissolver gordura.

Pelo trabalho, as alunas ganharam medalha de bronze na versão on-line do evento científico International Festival of Engineering Science and Technology (I-FEST²), que contou com a apresentação de 150 estudos. 

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram