Português   English   Español
Português   English   Español

Estudo aponta que perseguição aos cristãos deve aumentar em 2019

Estudo aponta que perseguição aos cristãos deve aumentar em 2019
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

De acordo com um estudo da Release International – organização que monitora o nível de perseguição aos cristãos em todo o mundo, a situação não vai melhorar neste ano.

A previsão é que a violência e hostilidade contra os seguidores do cristianismo continue aumentando, como tem acontecido nos últimos anos.

“A tendência ascendente é preocupante”, apontou o presidente executivo, Paul Robinson, que apoiou os pedidos para que os governos façam mais para “apoiar a igreja que sofre”.

Entre os países que mais representam ameaças estão Nigéria, Índia e China.

Na Nigéria, os militantes da etnia fulani devem continuar com ataques devastadores contra cristãos no norte e no centro do país. Só nos primeiros seis meses de 2018, eles mataram até 6 mil pessoas e deslocaram outras 50 mil.

Na China, houve um forte aumento da oposição do regime comunista à religião, incluindo o cristianismo. Regras novas e difíceis que entraram em vigor em 2018, baniram crianças e jovens das reuniões e cultos realizados pela igreja.

Na Índia, os ataques contra cristãos por nacionalistas hindus estão em ascensão. Grupos violentos interrompem reuniões de oração. Vários estados aprovaram leis proibindo a chamada “conversão forçada”, forma como eles denominam o evangelismo.

Outros países que causam grande preocupação para a comunidade cristã em 2019 são Coreia do Norte, Eritreia e Paquistão.

Adaptado da fonte Epoch Times

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!