Estuprador “transgênero” foi preso com mulheres e abusou delas

Idiomas:

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Karen White, de 52 anos, estava preso preventivamente pelo estupro de duas mulheres e já havia respondido antes por abuso sexual infantil.

Os crimes foram cometidos quando ele se chamava Stephen Wood.

Agora, sob a identidade feminina, o estuprador está sendo acusado de ter abusado de quatro detentas em uma prisão para mulheres na Inglaterra.

Incrivelmente, mesmo após ser condenado por violência sexual contra mulheres, Karen foi transferido para um presídio feminino por ter se declarado transgênero.

O meliante ganhou o direito de ir para a ala feminina com base em diretrizes que autoridades do sistema penitenciário do Reino Unido adotam recomendando que, em geral, o local onde a pessoa é presa deve corresponder ao gênero que ela expressa.

Mas ele não havia feito a cirurgia de mudança de sexo, um procedimento que defensores de reformas no sistema prisional britânico apontam que tem que é fundamental para detentos que tenham cometido crimes violentos contra as mulheres e que, ao se apresentarem como transgêneros, peçam transferência para prisões femininas.

O caso levantou críticas pelo fato de o histórico do estuprador ter sido desconsiderado em seu processo de transferência e fez ressurgir o debate sobre onde encarcerar mulheres trans com antecedentes de crimes sexuais praticados quando eram homens.

Adaptado da fonte BBC

Curta, siga e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
SIGA A RENOVA NO TWITTER

Deixe seu comentário...

Veja também...