Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Etiópia acusa diretor-geral da OMS de apoiar dissidentes

Etiópia acusa diretor-geral da OMS de apoiar dissidentes
COMPARTILHE

"O que podemos esperar dele?”, indagou general sobre chefe da OMS.

O diretor da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, foi acusado, nesta quinta-feira (19), de apoiar dissidentes na Etiópia

O governo federal da Etiópia tem travado uma batalha contra as autoridades regionais de Tigré desde 4 de novembro. 

Tedros, que é originário do Tigré, estaria militando a favor da região dissidente e tentando obter armas para ela. 

As acusações foram feitas pelo chefe do Estado-Maior do Exército da Etiópia. 

Tedros “tem trabalhado nos países vizinhos para condenar a guerra”, disse o general Berhanu Jula em uma coletiva de imprensa. 

O general etíope acrescentou que o diretor da OMS “não deixou pedra sobre pedra” para ajudar a Frente de Libertação do Povo Tigré (TPLF), partido que lidera a região do Tigré e que, há vários meses, desafia a autoridade do governo federal. 

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE