EUA advertem UE com sanções por comércio com Irã

Autoridades dos Estados Unidos afirmam que empresas europeias com negócios no Irã poderão ser alvo de punições. Teerã estabelece prazo de 60 dias para que Europa forneça garantias de modo a salvaguardar interesses iranianos.

O governo dos Estados Unidos elevou a pressão sobre a União Europeia (UE) após Washington decidir abandonar o acordo nuclear com o Irã. Autoridades americanas sugerem que empresas europeias que realizarem operações com o país poderão ser alvo de sanções.

O assessor de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, alertou no domingo (13) que é possível que sejam aplicadas sanções contra empresas europeias que realizem negócios no Irã, após a saída de seu país do acordo nuclear. Ele disse que os signatários europeus deveriam seguir o exemplo americano.

De acordo com informações da DW:

“Acredito que os europeus verão que está dentro de seus interesses finalmente se somar a isso”, afirmou Bolton em entrevista à CNN. Sobre as possíveis sanções às empresas europeias, Bolton disse que isso vai depender da “conduta dos outros governos”.

Ele disse que a Europa ainda está assimilando a decisão anunciada pelo presidente na última terça-feira. “Acho que eles estão realmente surpresos que saímos [do acordo], realmente surpresos com a reimposição de sanções rígidas. Mas vão se acostumar com a ideia, veremos o que acontece então”, observou.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *