Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

EUA afirmam que diálogo com Maduro visa apenas o fim da ditadura

Tarciso Morais

Tarciso Morais

EUA afirmam que diálogo com Maduro visa apenas o fim da ditadura
COMPARTILHE

A Venezuela rompeu relações com Washington em 23 de janeiro passado, depois de Trump declarar que não reconheceria a legitimidade de seu mandato.

O governo dos Estados Unidos esclareceu, nesta quarta-feira (21), que contatos com autoridades do regime de Nicolás Maduro apontam apenas para a “saída” do ditador da Venezuela do poder.

O conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, John Bolton, afirmou que as aproximações entre funcionários venezuelanos e americanos foram para discutir a saída de Maduro poder e que elas aconteceram “pelas costas” do líder chavista.

Nesta terça-feira (20), Maduro confirmou contatos de membros de seu regime com altos funcionários da administração Trump, dizendo que aconteceram sob sua “autorização expressa” e para “buscar regular” o “conflito” entre ambos os países.

Bolton rebateu, garantindo que “os únicos assuntos” nas conversas foram a saída de Maduro e a convocação de novas eleições, sem mencionar outros pontos, informa o site UOL.

“Como o presidente [Trump] declarou em repetidas ocasiões, para pôr fim ao roubo dos recursos do povo venezuelano e à contínua repressão, Maduro deve sair”, tuitou Bolton.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram