PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

EUA alertam que Nicarágua não é capaz de ‘eleições livres e justas’

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Chanceler dos EUA denuncia a “recente repressão do regime” de Ortega.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Não há condições [para] eleições livres e justas” na Nicarágua, alertou, nesta quinta-feira (17), o chanceler norte-americano, Antony Blinken, em comunicado divulgado à imprensa.

Blinken achou necessário expressar seu “forte apoio” à resolução aprovada, na última terça-feira (15), por uma grande maioria composta por 26 países da Organização dos Estados Americanos (OEA).

O chefe da diplomacia dos EUA também pediu a “libertação imediata” dos quatro candidatos presidenciais recentemente detidos pelo regime de Daniel Ortega:

“Dada a recente repressão do regime e a falta de uma reforma eleitoral profunda, não há condições para eleições livres e justas em novembro.”

Blinken destacou a “mensagem clara” enviada pela OEA:

“[Trata-se de um] apoio ao povo nicaraguense e sua luta por eleições livres e justas e pelo respeito aos direitos humanos”.

Nesta quarta-feira (16), como noticiou a Renova, o ditador nicaraguense Daniel Ortega denunciou um suposto “ataque implacável” dos EUA:

“Um ataque implacável e sem precedentes está sendo desenvolvido contra o povo e o governo da Nicarágua, impulsionado por falsas narrativas defendidas pela imprensa de direita e figuras da oposição financiadas pelos EUA.”

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.