EUA alertam sobre influência da China e Rússia na América do Sul

Idiomas:

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Em passagem pelo Brasil, o secretário de Defesa dos Estados Unidos alerta para “países que chegam com presentes ou empréstimos”, em referência ao aumento dos investimentos chineses na América Latina.


O secretário de Defesa norte-americano, James Mattis, insinuou que a crescente influência de China e Rússia na América do Sul pode representar uma ameaça para os países da região.

Mattis chegou ao Brasil neste domingo (12), na primeira parada de um giro que o levará também a Argentina, Chile e Colômbia. Ele se encontrou com altos funcionários e representantes do setor de Defesa, mas não está claro se ele se reunirá com algum líder na região.

Siga a RENOVA no TWITTER e acompanhe todas as notícias em tempo real.

Durante sua viagem de avião ao Brasil, Mattis disse a jornalistas que não vê a relação dos países sul-americanos com Pequim e Moscou como um ataque a Washington, mas alertou para o perigo de perda de soberania na região.

‘Não vejo o que outros países estão fazendo com outras nações como algum tipo de ataque contra nós. Essas são decisões soberanas tomadas por Estados soberanos’, disse.

Para ele, a relação com China e Rússia, considerados adversários dos EUA pelo governo Donald Trump, seria preocupante somente se os governos locais começassem a perder “certo grau de soberania”.

Contudo, acrescentou: “Existe mais de uma maneira de perder soberania neste mundo… isso pode ocorrer por conta de países que chegam com presentes ou empréstimos”, disse Mattis, fazendo referência ao aumento de investimentos chineses na América Latina.

 

Com informações da DW

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

Veja também...