EUA aplicam sanções após repressão violenta a protestos em Cuba

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

EUA sancionam funcionários de Cuba por “repressão violenta” a protestos.

O governo dos Estados Unidos sancionou, nesta quinta-feira (19), três funcionários do alto escalão da ditadura de Cuba.

Esta é a quarta rodada de medidas punitivas contra membros do regime da ilha em resposta à “repressão violenta” aos protestos pró-democracia que eclodiram em 11 de julho.

O presidente Joe Biden advertiu Havana que haverá mais sanções, “a menos que haja alguma mudança drástica em Cuba“.

Sem precedentes desde a revolução que levou o comunista Fidel Castro ao poder, em 1959, os protestos recentes deixaram um morto e dezenas de feridos. Centenas de pessoas foram presas.

Washington pediu a libertação dos manifestantes, enquanto tenta encontrar formas de garantir o acesso à internet para o povo cubano.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.