- PUBLICIDADE -

EUA criticam investigação sobre supostos crimes de guerra na Palestina

EUA criticam investigação sobre supostos crimes de guerra na Palestina
GAZA CITY, GAZA - FEBRUARY 22: Palestinians take part in the "Great March of Return" demonstration in Shuja'iyya neighborhood of Gaza City, Gaza on February 22, 2019. (Photo by Ali Jadallah/Anadolu Agency/Getty Images)

Israel continua sendo alvo de investigações do TPI por ações na Palestina.

- PUBLICIDADE -

O chanceler Antony Blinken, dos Estados Unidos, criticou a decisão do Tribunal Penal Internacional (TPI) de abrir uma investigação formal sobre possíveis crimes de guerra cometidos na Palestina desde junho de 2014.

Em mensagem publicada no Twitter, nesta quarta-feira (3), após decisão do TPI, Blinken declarou:

“Os Estados Unidos se opõem firmemente à investigação do TPI sobre a situação palestina. Continuaremos a defender nosso forte compromisso com Israel e sua segurança, inclusive opondo-nos a ações que miram Israel de maneira injusta.”

Através de uma nota oficial, Blinken reforçou a posição dizendo que o país está “desapontado” com a medida e que o tribunal “não tem jurisdição sobre essa matéria” porque Israel “não faz parte do TPI e não deu seu consentimento para a jurisdição da Corte”.

O chanceler dos EUA ainda ressaltou que os palestinos “não se qualificam como um estado soberano”, mas que o governo norte-americano “permanece profundamente comprometidos para garantir a justiça e a responsabilização por crimes internacionais atrozes”.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -