Português   English   Español

EUA criticam pacto migratório da ONU antes de conferência no Marrocos

Os Estados Unidos criticaram novamente nesta sexta-feira (7) o pacto migratório da ONU, a poucos dias de uma conferência internacional no Marrocos para respaldar o acordo.

Em uma longa declaração nacional, os Estados Unidos disseram que o Pacto Global pela Migração Segura, Ordenada e Regular representa “um esforço das Nações Unidas para promover a governança global em detrimento do direito soberano dos Estados de administrar seus sistemas de imigração”.

O pacto não vinculante acordado em julho do ano passado tornou-se alvo de políticos direitistas que o denunciaram como uma afronta à soberania nacional.

Os Estados Unidos, que abandonaram as negociações em dezembro de 2017, expressaram preocupação de que os defensores do pacto de migração o usariam para desenvolver práticas aceitas e criar uma “lei branda” na área de migração.

A declaração do governo Donald Trump acontece no momento em que as Nações Unidas se preparam para receber delegações em uma conferência de dois dias no Marrocos, que começa na próxima segunda-feira (1), para apoiar o pacto, apesar de uma série de deserções.

A Hungria retirou-se do pacto no ano passado e, desde então, Austrália, Israel, Polônia, Eslováquia, República Tcheca, Áustria, Suíça, Bulgária, Bélgica, Letônia, Itália e República Dominicana renunciaram ao pacto ou expressaram fortes reservas.

Adaptado da fonte AFP

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter