Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

EUA e China voltam a entrar em confronto na OMS

EUA denunciam censura da China contra Hong Kong
COMPARTILHE

Os Estados Unidos têm acusado a China de esconder a extensão de seu surto inicial.

Os Estados Unidos apelaram, nesta segunda-feira (18), para que a China permita que uma equipe de especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS) entreviste “cuidadores, ex-pacientes e trabalhadores de laboratórios” na cidade de Wuhan, ponto de partida da pandemia de coronavírus

A iniciativa norte-americana, no entanto, foi criticada por Pequim

“Os estudos sobre a origem do vírus são de natureza científica. É preciso coordenação e cooperação. Precisamos interromper qualquer pressão política”, diz o chinês Sun Yang

A delegação da Austrália também pediu que a equipe da OMS tenha acesso a “dados, informações e localizações-chave relevantes”. 

Uma equipe de especialistas independentes liderada pela OMS tenta determinar as origens do novo coronavírus na China. 

Eles chegaram em 14 de janeiro a Wuhan, onde estão realizando teleconferências com colegas chineses durante uma quarentena de duas semanas antes de começar o trabalho presencial. 

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
1 Comentário
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Valdir
Valdir
1 mês atrás

Isso de ficar querendo descobrir ou arrumar um culpado não resolve mais nada, o que tinha de acontecer já aconteceu. Parece que o ser humano quanto mais apanha mais gosta.