EUA e Guaidó elevam pressão contra militares da Venezuela

Idiomas:

Português   English   Español
EUA e Guaidó elevam pressão contra militares da Venezuela
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Guaidó e Trump elevaram a pressão para que as Forças Armadas da Venezuela permitam a entrada da ajuda humanitária.

Donald Trump incentivou nesta segunda-feira (18) os militares da Venezuela a aceitarem a anistia oferecida pelo presidente interino Juan Guaidó, caso contrário “perderão tudo”.

Durante encontro com a comunidade venezuelana em Miami, na Flórida, o presidente dos Estados Unidos afirmou:

“Hoje tenho uma mensagem para todos os funcionários [públicos] que estão ajudando a manter Maduro no cargo. Os olhos do mundo estão sobre vocês.”

E, segundo a revista ISTOÉ, acrescentou:

“Podem escolher entre aceitar a generosa oferta de anistia do presidente Guaidó e viver sua vida em paz com suas famílias e seus compatriotas, ou podem eleger o segundo caminho: continuar apoiando Maduro. Se elegerem este caminho, não encontrarão um refúgio, não haverá uma saída fácil. Perderão tudo.”

Enquanto isso, o líder opositor venezuelano Juan Guaidó exigiu, também nesta segunda-feira (18), aos militares que deixem entrar no país no próximo sábado (23) a ajuda humanitária.

Guaidó afirmou:

“A ordem está dada. De novo, senhores da Força Armada: permitam que entre a ajuda humanitária, têm a oportunidade de se colocar ao lado da Constituição, das necessidades do povo.”

E, segundo o jornal Correio Braziliense, acrescentou:

“Em 23 de fevereiro, a ajuda humanitária de um jeito ou de outro vai entrar na Venezuela e em todos os cantos do país vamos nos mobilizar. As brigadas irão em caravana, enquanto haverá protestos (…). Não será através do medo que vão nos deter.”

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as principais notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque