Português   English   Español

EUA elogiam postura de Bolsonaro com a ditadura de Cuba

A Casa Branca elogiou nesta quinta-feira (15) a postura crítica do presidente eleito Jair Bolsonaro sobre o programa ‘Mais Médicos’, implementado com a Organização Pan-americana de Saúde (OPS) e Cuba.

Kimberly Breier, a principal funcionária da Chancelaria dos Estados Unidos para a América Latina, declarou:

Que bom ver o presidente eleito Bolsonaro insistir em que os médicos cubanos no Brasil recebam seu justo salário ao invés de deixar que Cuba leve a maior parte para os cofres do regime.

O presidente eleito Jair Bolsonaro propôs mudanças no programa “Mais Médicos”. Os médicos cubanos teriam que ser submetidos a um “teste de capacidade”, o salário dos profissionais deveria ser recebido integralmente e as famílias dos cubanos poderiam vir morar no Brasil.

A ditadura de Cuba rejeitou as alterações no programa e decidiu abandonar o “Mais Médicos”. Os profissionais da saúde cubanos deverão voltar à ilha até o dia 31 de dezembro, conforme noticiou a Renova Mídia.

Adaptado da fonte AFP

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter