- PUBLICIDADE -

EUA executam maior remoção de hidrelétricas da sua história

EUA executam maior remoção de hidrelétricas da sua história
- PUBLICIDADE -

Represas contribuíram para uma queda marcante nas populações de salmão no rio Klamath.

O Rio Klamath, no norte da Califórnia, está passando por um processo relativamente raro mundo afora: remoção de hidrelétricas. 

Este rio já foi o lar da terceira maior migração de salmão no território continental dos Estados Unidos, mas agora tem apenas uma pequena fração de seu número original.  

Uma das cinco espécies de salmão do Pacífico, o salmão Chinook da primavera, que historicamente somava centenas de milhares, foi quase totalmente aniquilado.  

Outra espécie, o salmão Coho, que cresce tipicamente entre 60 cm e 76 cm e pode pesar mais de 5 kg na idade adulta, foi designada como “ameaçada” pela Lei de Espécies Ameaçadas dos EUA. 

As hidrelétricas construídas no rio Klamath foram identificadas como uma das causas da redução no número de salmões.  

Oito barragens foram construídas no rio entre o início de 1900 e 1962 para produzir energia hidrelétrica.  

A remoção simultânea das quatro barragens faz deste o maior projeto de remoção de hidrelétrica na história da América, de acordo com a Klamath River Renewal Corporation, a organização sem fins lucrativos encarregada de supervisionar as remoções de barragens.  

Também deve ser o mais caro, a um custo de quase US$ 450 milhões, de acordo com a agência BBC

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -