Português   English   Español

EUA exigem que Arábia Saudita puna assassinos do jornalista

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, pediu neste domingo (11) ao príncipe saudita Mohammed bin Salman para punir os responsáveis ​​pela morte do jornalista Jamal Khashoggi

O cruel homicídio aconteceu no consulado saudita em Istambul, na Turquia, e causou revolta internacional, danificando ainda mais a imagem internacional da monarquia da Arábia Saudita.

A porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Heather Nauert, afirmou:

O secretário de Estado, Michael R. Pompeo, falou hoje com o príncipe saudita Mohammed bin Salman. O secretário [Pompeo] enfatizou que os Estados Unidos responsabilizarão todos os envolvidos no assassinato de Jamal Khashoggi e que a Arábia Saudita deve fazer o mesmo.

E acrescentou:

No Iêmen, o secretário reiterou os apelos dos Estados Unidos para a cessação das hostilidades e para todas as partes sentarem à mesa para negociar uma solução pacífica para o conflito, com a participação do enviado especial da ONU.

O jornalista Jamal Khashoggi desapareceu em 2 de outubro depois de entrar no consulado saudita em Istambul. A suspeita é de que ele tenha sido desmembrado e que seu corpo pode ter sido dissolvido em ácido.

Na quarta-feira, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse que na próxima semana terá uma “opinião mais forte” sobre quem é o responsável pela morte do jornalista.

O líder dos EUA acrescentou que a Casa Branca continua a trabalhar com todas as partes envolvidas no incidente, incluindo a Turquia e a Arábia Saudita.

A administração dos Estados Unidos também está buscando conselhos do Congresso sobre este assunto, de acordo com Trump.

 

Adaptado da fonte Sputnik

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter