Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

EUA investem milhões para manter U-2 ‘Dragon Lady’ nos céus

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Com 65 anos em operação, o avião a jato U-2 "Dragon Lady" é um dos mais icônicos da Força Aérea dos Estados Unidos.
COMPARTILHE

U-2 se tornará uma plataforma voadora do ABMS, mas primeiro precisará de uma série de atualizações. 

Com 65 anos em operação, o avião a jato U-2 “Dragon Lady” é um dos mais icônicos da Força Aérea dos Estados Unidos

Fabricado pela empresa Lockheed entre 1955 e 1989, a aeronave de reconhecimento possui a capacidade de voar a 70 mil pés, bem acima do alcance dos mísseis terra-ar da antiga União Soviética

Agora, quase 30 anos após o fim da Guerra Fria, o governo Donald Trump está investindo mais de US$ 50 milhões para manter esses aviões nos céus.  

“É um avião tão versátil que é ideal para ser modernizado”, disse Irene Helley, atual diretora do programa U-2 da Lockheed Martin.

Aeronave U-2 fabricada pela Lockheed Martin

Ao longo das últimas décadas, o avião continuou a receber novas câmeras ópticas e térmicas, sistemas de radar, instrumentos de amostragem de ar, sensores de frequência de rádio, software de coleta de dados e sistemas de comunicação.

Em vez de construir uma nova nave do zero, é muito mais barato, fácil e rápido transformar¹ o U-2 em um centro de comando em alta altitude para coordenar comunicações de ponta — como a Força Aérea anunciou em abril que planeja fazer.

O U-2 se tornará uma plataforma voadora do ABMS (Advanced Battle Management System), mas primeiro precisará de uma série de atualizações. 

Novos computadores e displays de cockpit estão programados² para 2022, com maior capacidade de computação e versatilidade, de modo que possa usar aplicativos de qualquer empresa

Referências: [1][2]
- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.