PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

EUA miram chefe do Hezbollah responsável por ataque na Argentina

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

O ataque, que aconteceu em 1994, matou a 85 pessoas e deixou centenas de feridos.

O governo dos Estados Unidos anunciou, nesta sexta-feira (19), sanções contra Salman Raouf Salman, acusado de ser o membro do Hezbollah responsável por planejar o ataque terrorista contra um centro judeu em Buenos Aires.

Em um comunicado, Sigal Mandelker, subsecretária do Tesouro para Terrorismo e Inteligência Financeira, afirmou:

“O Governo continuará perseguindo terroristas do Hezbollah que organizam horrendas operações e matam de maneira indiscriminada civis inocentes em nome do seu grupo violento e dos seus patrões iranianos.”

E, segundo a agência EFE, acrescentou:

“Os EUA continuará trabalhando com o Governo da Argentina, e nossos amigos em toda a região e o mundo, para assegurar que os agentes do Hezbollah não poderão tomar distância de suas ações terroristas, e evitar que façam novos ataques que facilitem a agenda malévola do Irã.”

Como consequência do anúncio, ficam congelados os ativos que possam ter sob jurisdição americana e se proíbe a entidades dos EUA fazer transações financeiras com o sancionado.

Em paralelo, o Departamento de Estado anunciou hoje uma recompensa de 7 milhões de dólares por informação que permita a captura de Salman.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.