EUA não pedirão desculpas por separação de crianças na fronteira

Casa Branca se pronunciou depois da polêmica sobre a separação de famílias detidas ao entrarem ilegalmente nos Estados Unidos.

Diante da polêmica suscitada pela separação de crianças de suas famílias quando estas são detidas entrando ilegalmente nos Estados Unidos, a secretária de Segurança Nacional, Kirstjen Nielsen, disse nesta segunda-feira (18) que o governo não pedirá “desculpas”.

“Não pediremos desculpas” pela separação de crianças na fronteira, afirmou Nielsen em discurso na Associação Nacional de Xerifes em Nova Orleans, Louisiana.

As autoridades confirmaram na semana passada que separaram de suas famílias cerca de 2 mil crianças imigrantes na fronteira com o México em um período de seis semanas dentro da política de “tolerância zero” e de combate à imigração ilegal promovida pelo presidente americano Donald Trump.

Nielsen ressaltou que os que “cometem ações ilegais sofrem consequências”, independentemente de estarem acompanhados por menores de idade ou não.

“Este governo tem uma mensagem simples: se alguém cruzar a fronteira de maneira ilegal, será processado”, acrescentou a funcionária.

 

Com informações de Exame
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia